Entorse do Tornozelo

O que é?

Uma das queixas mais comuns que encontro na NEO ou no ambulatório de cirurgia do pé e tornozelo do Hospital Gov. Celso Ramos é a consequência de traumas ligamentares do tornozelo.

​A lesão traumática mais frequente no mundo - estima-se que sua prevalência seja de 1 para cada 10.000 pessoas diariamente, e nos EUA acontece um entorse do tornozelo por segundo - as lesões ligamentares do tornozelo respondem por mais de 20% de todas as lesões nos esportes e, pela frequência, são banalizados tanto por pacientes, quanto pelos serviços de saúde.

dor-no-tornozelo-causas-e-tratamento-201

Causas e Sintomas

Entretanto, lesões ligamentares agudas do tornozelo podem ser, ao leigo e à primeira vista, algo muito grave - não raro, o inchaço e a dor são muito intensos, pode ocorrer de ficar roxo rapidamente, e o paciente pode ficar muito ansioso, e em alguns casos, com dificuldade para pisar com membro acometido. ​

 

  • A ruptura do tendão de Aquiles pode estar relacionada ao mecanismo de trauma, e passar despercebida no atendimento inicial em até 25% dos casos.

  • Deve-se descartar dores em eminências ósseas, que podem sugerir alguma fratura.


Não há lesões ósseas agudas diagnosticadas em cerca de 85% das radiografias solicitadas para torções do tornozelo!


No entanto, o juízo final fica sempre a critério do médico assistente, porém após alguns dias, o processo inflamatório agudo diminui, e pode-se fazer um exame físico mais fidedigno e orientado ao problema.


A imensa maioria dos entorses do tornozelo são em inversão, em que os ligamentos mais envolvidos são os do complexo ligamentar lateral.

 

Paradoxalmente, lesões mais graves, com intensa ruptura capsular e rotura completa ligamentar, podem apresentar-se sem dor importante - a causa responsável por essa alteração clínica é a perda de fibras aferentes nociceptivas, presentes nos ligamentos e cápsula articular.  

Diagnóstico e Tratamento

Atualmente considera-se como fator preponderante para o tratamento e prognóstico, estabelecer se o tornozelo é estável ou instável. E essa avaliação deve ser realizada através de exame físico cuidadoso e experiente.


O tratamento conservador da rotura ligamentar do complexo lateral do tornozelo é indicado na maioria dos casos, em que não há lesões extensas ou associadas, com reabilitação precoce. A sigla inglesa PRICE (protection, rest, ice, compression, elevation) orienta a conduta - o uso de órtese removível para a terapia com gelo; muletas ou cadeira de rodas, para evitar o apoio do membro acometido nos primeiros dias; o enfaixamento do tornozelo e pé nos intervalos do gelo, pode ajudar a reduzir o inchaço; manter o membro elevado, sempre que possível.


​Após alguns dias, com a diminuição da dor, o paciente deve ser incentivado a iniciar carga com a órtese. Em lesões estáveis, diagnosticadas através do exame físico e testes clínicos, em 07 a 10 dias, o paciente não necessita a utilização das órteses e deve iniciar sua reabilitação.  


​Em lesões instáveis, o paciente deve manter a proteção cicatricial ligamentar até no mínimo a 3a semana, e após a avaliação clínica e confirmação do início da estabilidade ligamentar, o paciente deve iniciar sua reabilitação fisioterápica. Em alguns casos mais graves, com extensa rotura capsulo-ligamentar, a manutenção da proteção com órtese pode demandar 06 semanas, com especial atenção à utilização durante à noite.


Em todos os casos, os pacientes devem ser orientados a manter uma proteção extra com tornozeleiras de cadarço durante as atividades físicas por um período de até 06 meses após a lesão - o uso do enfaixamento não é recomendado.
A sequela do entorse do tornozelo pode ocorrer em até 20-40% dos pacientes, podendo apresentar instabilidade crônica com entorses de repetição, inchaços e dor residual por lesão osteocondral, sobrecarga articular ou tendinosa. A instabilidade mecânica após reabilitação adequada, deve ser conduzida através de tratamento cirúrgico, com reconstruções ligamentares, e correção das deformidades e lesões associadas.

O Que Dizem Nossos Pacientes

5 ESTRELAS NO DOCTORÁLIA

Profissional muito atencioso e simpático. Foi muito seguro ao dar início a conduta do tratamento do entorse de tornozelo grau 3, com fratura no maléolo lateral, do modo convencional. Já sinto melhoras, retorno em 30 dias.

C.R

Dr. Raphael sempre muito atencioso, um excelente médico que orientou um tratamento eficaz para um entorse do tornozelo grau 3. Muito competente também em outras áreas da ortopedia.

Ceres

whatsapp-logo-1.png